Os 10 Benefícios da Banana Para Saúde

Março 24th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

A Banana podem ser considerada a fruta mais consumida no mundo. A Banana faz parte da família das plantas herbáceas de floração. Embora doce e macio na natureza, a variedade de sabores são encontrados, dependendo da região de produção. As Bananas Cavendish, que são amarelo brilhante são os mais populares. O Sabor da Banana quando madura e excelente, porém as Bananas verdes também são bem usada nas cozinhas. em varias receitas,tais como em tortas, bolos e sorvetes são produzidos com a Banana. Mesmo as folhas, tronco e flor da bananeira são consumidos. Vamos dar uma olhada nos vários benefícios nutricionais da Banana para Saúde.

A Banana é conhecida por fornecer energia instantânea. Ele fornece 90 calorias por 100 gramas do seu consumo. É uma das principais fontes de hidratos de carbono e de açúcar. A Banana também é rico em fibras dietéticas e contém uma pequena quantidade de gordura e de proteína. Além das vitaminas e minerais, como a Vitamina A, Vitamina C, vitamina B, Ferro, Magnésio, Potássio, Manganês, Zinco e Fluoreto.

Banana Reduz a Pressão Arterial: A Banana é uma importante fonte de Potássio, que é conhecido por reduzir a pressão arterial. Isso ajuda a contrabalançar os efeitos do sódio no corpo. O Teor de potássio na Banana é cerca de 500 mg enquanto que ele contém apenas 1 mg de sódio. O potássio ajuda a controlar a quantidade de fluido no corpo, e também ajuda a manter o equilíbrio delicado entre o sódio e o potássio.

Benefício da Banana Para Digestão: As Bananas são conhecidos por sua alta quantidade de fibras dietéticas. Estas fibras dietéticas ajudar na ligação e acumulação de partículas de alimentos e ajuda na evacuação eficiente. por isso, problemas Intestinais e constipação podem ser facilmente evitadas com o consumo da Banana. É até benéfico durante a diarreia, uma vez que ajuda a manter o equilíbrio de eletrólitos no corpo e também fornece uma quantidade adequada de potássio.

A Banana é uma excelente fonte em frutooligossacarídeos, que são prebióticos,que ajudam na manutenção das bactérias benéficas no trato digestivo. Estas bactérias ajudar na promoção da digestão e melhorar a saúde do intestino.

Benefício da Banana Para os Ossos:
A Banana ajuda a fortalece os ossos e melhorar a densidade óssea no corpo. Ela contêm frutooligossacarídeos, que ajudam na absorção de nutrientes essenciais como Cálcio e Magnésio. As Bananas verdes possuem ácidos gordos de cadeia curta, o que torna ainda mais benéfico na melhoria da saúde dos ossos.

Benefício da Banana para Visão: A Visão podem ser melhorada através do consumo da Banana diariamente. Ela contém alfa e beta-caroteno e Vitamina A, que ajuda na proteção da retina do olho. Degeneração macular relacionada com a idade pode ser impedida pelo seu consumo.

Banana Reduz Estresse e Depressão
: O potássio é conhecido por ser um mineral destruidor do estresse. A Banana também contêm triptofano, que é convertido em serotonina. A serotonina atua como um relaxante e, assim, relaxa a mente de uma pessoa e melhora o humor.

Fonte: suadica.com.br

Compartilhe:
  • Print this article!
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • Reddit
  • Twitter
  • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • A dieta dos países magros

    Março 10th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza, Notícias

    Aprenda a manter a forma com ingredientes e costumes de países como Japão, Cingapura, Suécia, Israel e Grécia

    A comida japonesa, a base de peixe, algas e soja, é uma das mais saudáveis do mundo

    Que tal seguir uma dieta variada, conhecer pratos do mundo todo e ainda manter a forma? Essa é a proposta de Harley Pasternak, mestre em ciência, fisiologia do exercício e nutrição pela Universidade de Toronto, no Canadá, e autor do livro Dieta dos Países Magros (Ed. Lua de Papel), recentemente lançado no Brasil.

    Ele esteve nos países mais magros do mundo e procurou entender como eles mantêm os melhores índices de saúde do planeta – o que inclui alimentos, receitas e hábitos do dia a dia.

    Para eleger os países mais sadios do planeta, o autor cruzou índices e estatísticas diversas, como a porcentagem de pessoas com sobrepeso ou obesas em uma população e, sobretudo, a expectativa de vida.

    “Nesses lugares, o comer e o beber não são simplesmente um meio para um fim, mas um fim em si. Eles valorizam principalmente o comer pelo prazer”, diz Pasternak, que também é responsável pela preparação física de artistas como Lady Gaga, Hilary Duff, Megan Fox, Miley Cyrus e Robert Downey Jr.

    Segundo Pasternak, os 10 melhores países são: Japão, Cingapura, China, Suécia, França, Itália, Espanha, Coreia do Sul, Israel e Grécia.

    Japão
    Média de expectativa de vida da população: 82 anos
    Adultos com sobrepeso: 18% dos homens e 27% das mulheres
    Adultos obesos: 1,5% dos homens e 1,8% das mulheres
    Composição da dieta: 58% carboidratos, 15% proteínas, 27% gordura
    O que eles consomem: vegetais como couve, repolho, couve-de-bruxelas; produtos a base de soja; peixe; algas marinhas; chá verde
    Hábitos à mesa: sabem dizer quando estao satisfeitos; acreditam que apresentação é tudo; separam as refeições em diferentes porções

    Cingapura
    Média de expectativa de vida da população: 81 anos
    Adultos com sobrepeso: 22% dos homens e 24% das mulheres
    Adultos obesos: 1,8% dos homens e 1,3% das mulheres
    O que eles consomem: arroz; peixe; frutas tropicais; temperos como pimenta, açafrão e curry; chá e café
    Hábitos à mesa: utilizam óleos saudáveis, como de canola ou gergelim; usam condimentos para tornar as receitas mais interessantes; misturam sabores e influências

    China
    Média de expectativa de vida da população: 73 anos
    Adultos com sobrepeso: 25% dos homens e 33% das mulheres
    Adultos obesos: 1,8% dos homens e 1,6% das mulheres
    Composição da dieta: 60% carboidratos, 12% proteínas, 28% gordura
    O que eles consomem: vegetais frescos; soja; alho; gengibre
    Hábitos à mesa: acreditam que os alimentos têm propriedades energéticas e equilibram as refeições baseados nas forças yin e yang; comem mais devagar com o hashi (palito); dispensam a sobremesa

    Suécia
    Média de expectativa de vida da população: 80 anos
    Adultos com sobrepeso: 45% dos homens e 54% das mulheres
    Adultos obesos: 11% dos homens e 12% das mulheres
    Composição da dieta: 51% carboidratos, 14% proteínas, 35% gordura
    O que eles consomem: repolho; laticínios; pão preto; frutas vermelhas; peixe; batatas
    Hábitos à mesa: o sanduíche só leva uma fatia de pão; saboreiam aperitivos antes da refeição principal; valorizam a variedade

    França
    Média de expectativa de vida da população: 81 anos
    Adultos com sobrepeso: 35% dos homens e 46% das mulheres
    Adultos obesos: 7% dos homens e 8% das mulheres
    Composição da dieta: 47% carboidratos, 14% proteínas, 39% gordura
    O que eles consomem: ovos; alho-poró; vegetais variados; iogurte; frutos do mar; ervas e condimentos
    Hábitos à mesa: comem por prazer e com moderação; dividem as refeições em vários pratos; comem vagarosamente; valorizam a qualidade e não a quantidade

    Itália
    Média de expectativa de vida da população: 80 anos
    Adultos com sobrepeso: 38% dos homens e 52% das mulheres
    Adultos obesos: 12% dos homens e 13% das mulheres
    Composição da dieta: 51% carboidratos,13% proteínas, 36% gordura
    O que eles consomem: tomates; massa caseira; grãos integrais; legumes; alcachofra; frutas; orégano e manjericão; vinagre balsâmico
    Hábitos à mesa: seguem o princípio la dolce vita (gastam tempo nas refeições e saboreiam os pratos); comem moderadamente durante a semana e reservam o domingo como dia livre, para comer à vontade em uma longa e despreocupada refeição; valorizam receitas tradicionais de família

    Espanha
    Média de expectativa de vida da população: 80 anos
    Adultos com sobrepeso: 48% dos homens e 55% das mulheres
    Adultos obesos: 16% dos homens e 16% das mulheres
    Composição da dieta: 47% carboidratos, 14% proteínas, 39% gordura
    O que eles consomem: alho; açafrão; amêndoas; frutas cítricas; legumes; frutos do mar
    Hábitos à mesa: fazem refeições simples e com alimentos cultivados na própria região; fazem do prazer uma prioridade; improvisam com o que têm na geladeira ou na despensa

    Coreia do Sul
    Média de expectativa de vida da população: 78 anos
    Adultos com sobrepeso: 44% dos homens e 40% das mulheres
    Adultos obesos: 10% dos homens e 4% das mulheres
    Composição da dieta: 64% carboidratos, 13% proteínas, 23% gordura
    O que eles consomem: repolho; alho; alface; ginseng; cogumelo; carne magra
    Hábitos à mesa: usam fogão à lenha; equilibram as refeições baseados nas forças yin e yang

    Israel

    Média de expectativa de vida da população: 81 anos
    Adultos com sobrepeso: 57% dos homens e 57% das mulheres
    Adultos obesos: 24% dos homens e 16% das mulheres
    Composição da dieta: 52% carboidratos, 15% proteínas, 33% gordura
    O que eles consomem: frango; berinjela; açafrão; hortelã; grão de bico, lentilha e fava; sementes de gergelim; frutas como damascos e romãs; iogurte; pão pita (pão sem fermento)
    Hábitos à mesa: fazem as refeições em casa; misturam sabores; saboreiam aperitivos magros, como porções de vegetais, antes das refeições

    Grécia
    Média de expectativa de vida da população: 79 anos
    Adultos com sobrepeso: 61% dos homens e 75% das mulheres
    Adultos obesos: 24% dos homens e 28% das mulheres
    Composição da dieta: 53% carboidratos, 13% proteínas, 34% gordura
    O que eles consomem: frutos do mar; folhas verdes; azeite; legumes; grãos integrais
    Hábitos à mesa: comem em família, dividindo grandes pratos; usam gorduras saudáveis no preparo dos pratos; o jantar é à base de salada, vegetais e proteínas, como peixe

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Benefícios da Geleia Real

    Fevereiro 26th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

    Benefícios da Geléia Real:

    Geleia real

    Saúde do Cérebro: Um estudo revelou que a Geleia Real tem a capacidade de estimular o crescimento de células estaminais neurais e de células gliais do cérebro, o que pode significar que pode ajudar a prevenir doenças, tais como a doença de Alzheimer e doença de Parkinson.

    Colesterol: Estudos descobriram que a Geléia Real tem a capacidade de reduzir os níveis séricos de colesterol total em pessoas com níveis de colesterol moderadamente elevados.

    Anti-envelhecimento: Acredita-se que a Geléia Real têm propriedades anti-envelhecimento, melhorar a produção de colágeno na pele e melhora a saúde visual em geral.

    Anti-inflamatório:
    Foi demonstrado a Geléia Real possuir propriedades anti-inflamatórias quando ingerida.

    Cicatrização: A investigação descobriu que a Geléia Real tem propriedades cicatrizantes quando aplicada na pele.

    Antibiótico:
    Geléia Real contém um antibiótico designado por ácido 10-hidroxi-Dgr2-decenóico, que é eficaz contra muitas bactérias.

    Anti-Câncer: Pesquisas feitas verificaram que a Geléia Real injetadas em ratinhos, ao mesmo tempo que foram injetados com células de cancro reduziu significativamente a propagação do cancro.

    Fertilidade: A Geléia Real provada que ajudar na fertilidade, melhorando a qualidade dos óvulos das mulher e promover a juventude global de seus órgãos reprodutivos e corpo.

    TPM: Muitas mulheres acham que a Geléia Real alivia muitos dos sintomas da TPM.

    Antes de você decidir tomar Geléia Real, esteja ciente de que pessoas com alergia a abelhas ou mel podem ter reações alérgicas graves a ele.

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Benefícios das Fibras Para Saúde

    Fevereiro 11th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

    600-07203967

    Benefícios das Fibras na Regulação do Intestino: Tanto as fibras solúveis quanto as insolúveis possuem importante papel na atividade intestinal. A primeira capta água e provoca reações de fermentação, estimulando o crescimento de bactérias benéficas, que melhoram o funcionamento do órgão, garantindo frequência de evacuações. A segunda se liga à água e aumenta o bolo fecal, facilitando a sua eliminação e, consequentemente, previne a constipação.

    Benefícios das Fibras no Controle da Diabetes:
    As fibras retardam a velocidade da digestão de carboidratos, tornando a absorção da glicose mais lenta pelo sangue e, com isso, reduz os picos de insulina. Ao entrar em contato com a água, as fibras também formam uma proteção em torno da comida e dificultam a absorção do açúcar, descartando-o no processo de digestão.

    As Fibras Ajudam a Eliminar os metais Tóxicos do Organismo: Uma alimentação com fibras evita que, no longo prazo, metais indesejados se acumulem no organismo e tragam danos à saúde.

    Benefícios das Fibras Para Saciedade: Em contato com a água do estômago, as fibras solúveis se transformam em um gel, ajudando quem quer emagrecer por garantir saciedade e, claro, evitando os exageros durante a refeição. Elas também tornam a digestão mais lenta, mantendo a fome controlada por mais tempo.

    Benefícios das Fibras Para o Sistema Imunológico: O intestino responsável por produzir anticorpos, que protegem o corpo de infecções. As fibras alimentam as bactérias benéficas que vivem neste órgão, equilibrando a flora intestinal e, consequentemente, aumentando as defesas do organismo.

    Fibras Ajudam a Diminui o Colesterol: As fibras formam uma espécie de gel que captura parte da gordura dos alimentos e altera a absorção do mau colesterol (LDL). Além disso, a fermentação das fibras no intestino produz componentes como ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), que reduzem a síntese de colesterol no fígado. Já as fibras insolúveis se ligam as sais biliares e também contribuem para a redução da absorção de parte de gorduras e do colesterol.

    As Fibras ajudam a Prevenir Câncer de Cólon: Os ácidos gordos de cadeia curta produzidos durante a fermentação da fibra, pelas bactérias intestinais, são uma grande fonte de energia para as células do cólon, podendo inibir o crescimento e proliferação de células cancerígenas a nível do intestino. Além disso, Ao melhorar a função intestinal, a fibra alimentar pode reduzir o risco de doenças e outras perturbações, tais como a doença diverticular ou hemorroidas, podendo inclusive ter um efeito protector contra o cancro do cólon.

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Farmácia Biológica lança programa de emagrecimento em Cuiabá

    Fevereiro 3rd, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza, Notícias

    Cuiabá é a capital mais obesa do país segundo pesquisa da Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), feita pelo Ministério da Saúde.

    cuiaba capital mais obesa

    A obesidade pode ser causa de vários problemas de saúde, como doenças cardiovasculares, complicações metabólicas, problemas respiratórios, complicações no aparelho urinário e reprodutor, desgaste dos ossos e articulações, surgimento de câncer, entre outros.

    consequencias da obesidade

    Pensando em melhorar a saúde dos cuiabanos a Biológica criou um programa de emagrecimento multidisciplinar para atender a população, o Projeto Emagreça Cuiabá.

    emagreça cuiaba inst post

    Este programa tem como objetivo ajudar as pessoas a praticarem hábitos saudáveis para melhorar a saúde e consequentemente atingir o peso ideal.

    O participante conta com uma assessoria nas lojas da farmácia Biológica para calcular seu peso ideal e tem a opção de entrar no programa de emagrecimento, sem nenhum custo.

    O programa conta com dicas, planejamento e acompanhamento para ajudar o participante a se tornar mais saudável e conquistar o corpo desejado.

    A ideia veio em uma combinação do resultado alarmante da capital cuiabana como a cidade mais obesa do Brasil, com o que é vivenciado nas lojas da Biológica, em que muitos clientes chegam querendo emagrecer de forma rápida, transferindo essa responsabilidade para medicamentos, sem pensar nos hábitos saudáveis que farão com que o resultado seja conquistado com saúde.

    No programa o cliente após calcular seu peso ideal, fará um planejamento de quanto deseja emagrecer e em que tempo.

    A ideia não é prometer resultados milagrosos sem levar a saúde em consideração, por isso a Biológica não dispensa o acompanhamento dos demais profissionais da saúde, como médico, nutricionista e educador físico. Queremos o nosso cliente feliz e com saúde, assim os resultados virão.

    No material, o cliente ficará com a sua meta de emagrecimento para que ele possa acompanhar diariamente, junto com dicas práticas para serem aplicadas durante o seu dia e uma planilha para ajuda-lo a realizar estas dicas, criando-se hábitos saudáveis.

    Quer saber mais sobre como participar do programa? Entre em contato com a Biológica pelo (65)3319-5000 ou (65)9997-9787.
    Vamos melhorar a saúde da nossa capital e deixar o topo deste ranking indesejado!

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Matérias Açúcar mascavo e melado têm diversos nutrientes, mas consumo deve ser moderado

    Fevereiro 1st, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

    Por mais benefícios que possa trazer, todo ingrediente açúcar deve ser consumido com moderação

    O açúcar extraído da cana-de-açúcar (nome cientifico Saccharum officinarum L.) é um importante ingrediente, muito utilizado na indústria e nas residências. Originário da Nova Guiné, o açúcar foi um produto muito caro e desejado do século XI até o século XVII, a ponto de ser mencionado como patrimônio em testamentos de reis e nobres. No Brasil, a cana-de-açúcar chega junto com a colonização portuguesa, por volta do ano de 1530, com a construção do primeiro engenho de açúcar, e domina o cenário econômico por quatro séculos.

    O açúcar mascavo foi, até o século XIX, o principal derivado da cana-de-açúcar. No século XX, a produção desse tipo de açúcar declinou, sendo substituída lentamente pelo açúcar branco, cristal ou refinado. Entretanto, a partir da década de 90, a demanda por açúcar mascavo ressurgiu e a sua produção voltou a crescer.

    Fabricação e propriedades

    O processo de fabricação de açúcar visa a extração do caldo contido na cana, uma vez que o açúcar já está formado na matriz do vegetal. Seu preparo e concentração resultam em vários tipos de açúcares comerciais: açúcar refinado granulado, açúcar cristal, açúcar demerara, açúcar branco (tipo exportação), açúcar mascavo, açúcar orgânico, açúcar refinado amorfo, açúcar very high polarization (VHP), açúcar de confeiteiro, açúcar light, açúcar colorido, xarope de açúcar invertido e xarope simples ou açúcar líquido. A partir da cana-de-açúcar também é possível obter outros produtos como o melado, rapadura, álcool e o bagaço (utilizado como combustível das caldeiras na própria usina de açúcar e álcool).

    Quimicamente falando, os açúcares são carboidratos presentes em toda a natureza, sendo que existe um equívoco quando utilizamos o termo “açúcar”, pois ele não se refere apenas ao “ingrediente açúcar” que compramos no supermercado, mas também a varias outras moléculas presentes nos seres vivos e em alimentos, como, por exemplo, o amido e a lactose. Em relação ao “ingrediente açúcar”, ele é composto por moléculas de sacarose, um dissacarídeo. Os dissacarídeos são moléculas formadas por duas moléculas básicas de monossacarídeos – no caso da sacarose, os monossacarídeos que a constituem são a frutose e a glicose.

    A demanda pelo açúcar mascavo aumentou nos últimos anos, principalmente devido à busca por uma alimentação mais saudável. O processamento do açúcar mascavo é mais simples quando comparado com o processamento do açúcar refinado, pois não passa pelas etapas de clarificação e refino, resultando em um produto de coloração que varia entre marrom claro e escuro – é denso e pesado, com sabor semelhante ao da rapadura. O açúcar mascavo é composto por sacarose, frutose, glicose, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, sódio, ferro, manganês, zinco, vitaminas A, B1, B12, B5, C, D6 e E, e é considerado um alimento rico em sais minerais e vitaminas, sendo muitas vezes recomendado na dieta de pessoas anêmicas.

    Melado

    Outro produto derivado da cana-de-açúcar que vem ganhando popularidade é o melado de açúcar. Seu processamento é muito semelhante ao do açúcar mascavo, o que difere os dois produtos é a concentração de sólidos solúveis. No caso do açúcar mascavo, o teor de sólidos solúveis está em torno de 90 a 95 graus Brix (°Bx) e, no melado, de 65 a 75°Bx. O melado pode ser definido como um xarope do caldo de cana-de-açúcar, concentrado, purificado e livre de partículas grosseiras em suspensão. Em razão de suas propriedades, o melado é indicado para pessoas que sofrem de anemia e prisão de ventre, além de ser laxante e de favorecer o crescimento dos ossos e dos dentes.

    Apesar de o açúcar mascavo e do melado apresentarem vantagens em relação ao açúcar refinado, seu consumo deve ser moderado. Em suma, o consumo de qualquer tipo de açúcar (ingrediente), independentemente de onde foi extraído e de seu processamento, deve ser moderado, pois também apresenta em sua constituição a sacarose, a frutose e a glicose, que alteram os níveis glicêmicos do indivíduo, podendo provocar o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis a longo prazo.

    Fonte: Ecycle.com

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Meratrim – Emagrecedor de sucesso nos EUA é exclusividade da Biológica

    Janeiro 19th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza, Notícias

    Meratrim e-mkt

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Batata doce x batata comum

    Janeiro 12th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

    batata-doce-vs-batata-inglesa

    Essa é uma briga boa. A princípio, parece mais fácil dar a vantagem à batata-doce, já que ela tem um índice glicêmico mais baixo, o que significa que seus carboidratos demoram mais a entrar na corrente sanguínea na forma de glicose. Conclusão: ela seria mais indicada para quem tem diabetes ou quer emagrecer. Acontece que, no quesito nutrientes, quem leva vantagem é a batata comum. Para começar, é rica em minerais essenciais, como ferro, magnésio e potássio. Ganha também na quantidade de proteína e fósforo. Além disso, a batata comum garante 25% da vitamina C que necessitamos por dia. Resultado? Empate técnico. Uma batata não é melhor que a outra. Elas se complementam.

    Mais importante do que o tipo de batata é o modo de preparo. Cem gramas de batata cozida têm 52 calorias – nas fritas, o número sobe para 267 calorias. No caso das comuns, lembre-se de manter a casca durante o cozimento. “A maioria dos nutrientes não está na casca, e sim em toda a batata. No entanto, a casca é fundamental para retê-los no cozimento”, informa a Washington State Potato Comission, uma organização que reúne produtores de batata dos EUA.

    A doce tem índice glicêmico mais baixo, mas a comum tem mais nutrientes: as duas se complementam.

    Ao vencedor, as batatas
    Compare aqui as calorias e os nutrientes de cada tipo


    Doce cozida

    Calorias – 77
    Proteína – 0,6 g
    Gordura – 0,1 g
    Caboidrato – 18,4 g
    Cálcio – 17 mg
    Magnésio – 11 mg
    Fósforo – 15 mg
    Potássio – 148 mg
    Vitamina C – 23,8 mg

    Comum cozida
    Calorias – 52
    Proteína – 1,2 g
    Gordura – 0 g
    Caboidrato – 11,9 g
    Cálcio – 4 mg
    Magnésio – 5 mg
    Fósforo – 24 mg
    Potássio – 161 mg
    Vitamina C – 3,8 mg

    Comum frita
    Calorias – 267
    Proteína – 5 g
    Gordura – 13 g
    Caboidrato – 35,6 g
    Cálcio – 6 mg
    Magnésio – 14 mg
    Fósforo – 70 mg
    Potássio – 489 mg
    Vitamina C – 16,3 mg

    Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

    Fonte: Super.abril.com.br

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • Benefícios do abacaxi

    Janeiro 6th, 2016 em Dicas de Saúde e Beleza

    O Abacaxi é uma fruta cítrica suculenta que fazem parte da família Bromeliaceae. O Abacaxi têm um sabor picante forte e são amplamente utilizados em muitas cozinhas. normalmente são consumidos crus, ou em forma de suco e milk-shake. O Abacaxi é rico em nutrição, sendo uma excelente fonte de carboidratos e fibras alimentares. Além disso, O Abacaxi contém uma grande quantidade de vitaminas e minerais, tais como a Vitamina A, Vitamina C, Vitamina B, Zinco, Magnésio, Fósforo, Cálcio, Ferro e sódio. Abacaxi fornece apenas 50 calorias por 100 gramas do seu consumo. Leia mais sobre os benefícios do Abacaxi para saúde!

    Benefício do Abacaxi Para Digestão:
    O Abacaxi como mencionado anteriormente, são ricos em Vitamina C. Isso ajuda na geração de sucos digestivos que irá desintegrando as partículas dos alimentos. A bromelaína é um tipo de enzima presente no Abacaxi que ajuda a quebrar as partículas de proteína. Eles são conhecidos por atuar como um agente de neutralização e, portanto, evitar a acidez no estômago. É aconselhável comer Abacaxi quando uma pessoa está sofrendo de síndrome do intestino irritável e flatulência, pois ajuda a acalmar a mucosa do estômago e intestinos.

    Abacaxi Prevenir Resfriado, Tosse e Gripe: Devido a sua grande Quantidade de Vitamina C, O Abacaxi torna-se bastante benéfico em prevenir gripes e resfriados. A Bromelina presente no Abacaxi tem propriedades que suprimem a tosse e podem ajudar a soltar o muco. Mesmo bronquite e asma podem ser prevenidas por seu consumo devido ao afinamento do muco e desobstrução de brônquios. Abacaxi, juntamente com mel é recomendado para uma pessoa que tem dor de garganta.

    Abacaxi Fortalece os ossos: O Abacaxi contém magnésio, que ajuda no fortalecimento dos ossos. Estes minerais ajudam na construção dos ossos e tecidos conjuntivos. Ele também contém Vitamina C, que auxilia na prevenção de várias doenças dos ossos e tem propriedades anti-inflamatórias. O teor de Cálcio também é bastante adequado no Abacaxi. Tiamina e biotina presente no Abacaxi também são úteis para fazer os ossos mais fortes.

    Benefício do Abacaxi para Coração:
    O Abacaxi devem ser consumido por pacientes que têm doenças relacionadas com o coração. A bromelaína é uma enzima presente no Abacaxi que ajuda a diminuir a viscosidade do sangue. Isso ajuda na fácil circulação do sangue através do corpo evitando traços de coração e ataques cardíacos.

    Abacaxi protege contra a Degeneração Macular: O Abacaxi contém beta-caroteno, que ajuda as retinas dos olhos. Estudos feitos descobriram que o consumo de abacaxi pode reduzir significativamente o risco de degeneração macular relacionada à idade.

    OUTROS BENEFÍCIOS DO ABACAXI PARA SAÚDE

    A Bromelina presente no Abacaxi tem propriedades anti-inflamatórias e, assim, ajuda na prevenção de artrite e dor nas articulações.
    As doenças de pele, como o acne, rosácea, dermatite, eczema, psoríase e pode ser impedida por seu consumo devido às propriedades anti-inflamatórias.
    A imunidade pode ser aumentada com o consumo do Abacaxi, por ser uma boa fonte de Vitamina C, que irá ajuda na luta contra várias doenças microbianas.
    Os Minerais como o potássio ajuda a controlar a pressão arterial e freqüência cardíaca.
    O Abacaxi é rico em Cobre, que desempenha um papel importante como um co-fator na síntese de células vermelhas do sangue.
    O Abacaxi tem propriedades antioxidantes, devido à presença de vitamina A e mostrou-se ser eficaz em proteger contra o cancro do pulmão e oral.

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário
  • 10 doenças ligadas à obesidade

    Dezembro 17th, 2015 em Dicas de Saúde e Beleza, Notícias

    Mais de 80% dos obesos terão alguma delas:

    619-00964908

    Pressão alta: A hipertensão arterial é a causa primária de morte na população norte americana acima de 25 anos. Milhões de pessoas sofrem deste mal, que também é um fator de risco para doenças do coração. Para você ter uma idéia da magnitude do problema, dados da OMS indicam que 1 em cada 3 adultos no mundo tem pressão alta, e essa condição causa metade das mortes por derrames e doenças cardíacas. A pressão arterial tende a aumentar com o ganho de peso e a idade. Quem está acima do peso e tem pressão alta, com uma perda de peso em torno de 4 quilos, pode surpreender-se com o retorno da pressão arterial a níveis seguros.

    Diabetes: A obesidade é considerada como um dos fatores mais significativos para o desenvolvimento de resistência à insulina, que acaba levando ao diabetes do tipo 2. De acordo com a OMS, mais de 90% dos diabéticos no mundo tem esse tipo da doença. Estar acima do peso ou obeso contribui para o diabetes por tornar as células mais resistentes aos efeitos da insulina. Uma perda de peso de 7 a 9 quilos ajuda muito a diminuir este risco.

    Doenças do coração: Obesidade é um fator importante de risco para desenvolvimento de doença coronariana, que pode levar a um ataque cardíaco. Quem está acima do peso tem risco aumentado de sofrer um ataque cardíaco antes dos 45 anos. Adolescentes obesos têm uma chance maior de ter um ataque cardíaco antes dos 35 anos do que adolescentes não obesos. Assim como no caso do diabetes, perder 7 a 9 quilos ajuda a reduzir o risco de doenças do coração. E exercitar-se regularmente reduz ainda mais este risco.

    Colesterol elevado: É uma das principais causas de ataques cardíacos. O tipo de colesterol que está envolvido no aumento deste risco é o LDL. Quando seus níveis aumentam, o risco de doenças coronarianas sobe 20%. E, novamente, perder peso ajuda a jogar estes níveis de LDL para baixo.

    Câncer: Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver inúmeros tipos de câncer em 50%. Mulheres obesas, por exemplo, têm risco aumentado de câncer de endométrio. Outros dados sobre esses riscos estão neste artigo do National Cancer Institute dos EUA.

    Infertilidade: Estar obeso pode causar mudanças nos níveis hormonais das mulheres, que podem resultar em insuficiência ovariana. Mulheres acima do peso estão em risco mais elevado de ter problemas de infertidade, assim como câncer de ovário. Nosso organismo deve estar em um peso adequado para produzir a quantidade certa de hormônios e regular a ovulação e menstruação.Para se ter uma idéia, veja as conclusões deste estudo: Um índice de massa corporal elevado tem associação com subfertilidade ovulatória e infertilidade anovulatória; Mulheres acima do peso e obesas têm resultados piores quando submetidas a tratamentos de fertilidade, inclusive respondem de forma ruim à indução ovulatória com clomifeno e precisam de doses maiores de gonadrotrofinas para a indução da ovulação e superovulação; o estímulo ovariano para a reprodução assistida produz menos folículos, resultando no desenvolvimento de menos óvulos; as taxas de fertilização são menores e a qualidade do embrião é pior em mulheres obesas, mesmo jovens; em alguns estudos, as taxas de gravidez são menores e há um risco aumentado de aborto espontâneo precoce. e finalmente, a perda de peso regulariza os ciclos menstruais e aumenta a chance de ovulação espontânea e concepção, em mulheres previamente com sobrepeso ou obesas que eram anovulatórias.E não pense que homens são imunes à infertilidade, pois homens obesos têm chance maior de desenvolver problemas de mobilidade e baixa contagem espermática.

    Dor lombar: A obesidade é um dos fatores que mais contribuem para dores lombares e articulares. O peso excessivo pode causar lesões nas partes mais vulneráveis da coluna, que carregam o peso corporal. Quando essas partes precisam sustentar o peso excessivo, as chances de ter uma lesão espinhal ou dano estrutural aumentam. Estar acima do peso também aumenta o risco de desenvolver osteoporose, dor lombar, artrite e osteoartrose.

    Infecções de pele: Obesos e indivíduos acima do peso podem ter dobras na pele. Essas dobras podem ficar irritadas pelo atrito e suor, o que em última análise leva a infecções de pele.

    Úlceras: De acordo com estudo do National Institute of Health (NIH), a obesidade pode ser um fator contribuinte para o desenvolvimento de úlceras gástricas. Estas ocorrem quando existe um desequilíbrio no estômago, com predomínio do conteúdo ácido secretado. O risco é maior no caso dos homens.

    Pedras na vesícula biliar: Estar muito acima do peso aumenta o risco de desenvolver pedras na vesícula, especialmente nas mulheres. Elas ocorrem quando o fígado elimina uma quantidade elevada de bile, a qual é armazenada na vesícula biliar. A bile tem a função de ajudar a dissolver as gorduras, e uma dieta rica em gorduras aumenta a sua produção. As pedras na vesícula são mais comuns em mulheres mais velhas, e com história familiar da doença.

    Como vimos, não são poucos os problemas de saúde que podem advir da obesidade, e tendo em vista que é algo totalmente passível de prevenção, não há desculpas. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.

    Compartilhe:
    • Print this article!
    • Digg
    • del.icio.us
    • Facebook
    • Google Bookmarks
    • LinkedIn
    • Reddit
    • Twitter
    • Yahoo! Buzz




  • Nenhum Comentário


  •  Página 1 de 54  1  2  3  4  5 » ...  Última »